História

     Era Origin  - Era Fallen - Era Anywhere But Home - Era The Open Door - Era Evanescence

A banda


O Evanescence foi formado em 1995, quando Bem Moody conheceu Amy Lee em um acampamento de igreja, em Little Rock, Arkansas. Após Ben ouvir a talentosa Amy tocar a canção "I'd Do Anything for Love (But I Won't Do That)" (clique aqui para ouvir) do músico americano Meat Loaf no piano, ele descreve:

Estava assistindo a um jogo de basquete, e havia um palco com um piano do outro lado da quadra. De repente, comecei a ouvir a introdução da música, não tardando para ir pessoalmente até o lugar conversar com ela...

Ambos descobriram que tinham o mesmo interesse musical decidindo formar um pequeno projeto musical, que passou por diversos nomes como Childish Intentions e Stricken, trocado por Evanescence.

Evanescence: significa algo “que se dissolve”, “uma dissipação como vapor”. Foi originada do verbo  "Evanescere", do Latim.

Sucesso Mundial  e o álbum de Estréia


Eles compuseram e gravaram algumas demos em 1996, e chamaram alguns de seus amigos, Will Boyd e Rocky Gray para participar de um EP auto-intitulado que foi lançado mais tarde em dezembro de 1998. As primeiras composições foram "Solitude" e "Give Unto Me", escritas por Amy e "Understanding" e "My Immortal", compostas por Ben Moody.

No ano seguinte, a dupla começou a realizar algumas apresentações ao redor da cidade e suas canções começaram a ser tocadas em rádios locais, em um clube chamado Vino's, na própria cidade de Little Rock.


Eles também lançaram o EP Sound Asleep em agosto de 1999, contratando o tecladista e multi-instrumentista David Hodges, em seguida, editado numa tiragem limitada de apenas 50 cópias

No ano de 2000, a banda dispunha de um orçamento maior para gravações e então o disco Origin foi produzido e liberado pela gravadora Bigwig Enterpresis em 4 de novembro de 2000, após uma apresentação especial do grupo em Little Rock; e a faixa "Whisper" também foi lançada como single promocional para as rádios. O EP Origin possui apenas 2.500 cópias e contém algumas versões diferentes de músicas que estão presente no álbum Fallen.

Durante as sessões de gravação de Origin no Ardent Studios em Memphis, a banda havia conhecido o produtor Peter Matthews que se impressionou com o talento do grupo, e enviou algumas demos para sua amiga e dona da gravadora nova-iorquina Wind-up Records, Diana Meltzer. Foi quando Meltzer ouviu "My Immortal" que ela interessou-se pela assinatura da banda, afirmando que "sabia que era um sucesso"


A banda se mudou para Los Angeles, Califórnia e recebeu um apartamento para ensaios, com a vocalista Amy Lee tendo aulas de canto, performance e movimento. As gravações do primeiro álbum começaram em agosto de 2002, e a banda contratou uma série de músicos e um coral.

Após o fim das gravações, o tecladista David Hodges saiu da banda em consenso com os outros membros; e os músicos John LeCompt, Will Boyd e Rocky Gray foram convidados para tocar durante toda a turnê que estava agendada.

"Fallen" foi lançado em 4 de março de 2003, ficando na terceira posição da Billboard 200, com mais de 17 milhões de cópias comercializadas posteriormente. O single "Bring Me to Life" com participação do cantor Paul McCoy tornou-se um sucesso mundial e ganhou em uma categoria do Grammy 2004. 







Mais tarde, em 22 de outubro de 2003, Ben Moody deixou a banda durante a turnê européia de Fallen, supostamente por causa de diferenças criativas. E Amy Lee se pronunciou sobre o fato que acabou chocando parte dos fãs:


Não se faz isso com sua própria banda. Ninguém faz isto com seus amigos nem com a sua família. Não se faz isso com ninguém... Ainda estamos tentando entender o que aconteceu, pois nem eu nem ninguém falou com ele, que tem alguns assuntos pessoais e é uma pessoa bastante imprevisível.

Numa carta publicada por ele mesmo em 25 de agosto de 2010 num fórum de fãs na Internet, o guitarrista Ben Moddy disse que ele saiu para que o grupo pudesse continuar, e que seu desejo inicial era que Amy deixasse a banda

Demissões e o álbum The Open Door


Então ele foi substituído interinamente por Terry Balsamo das bandas Cold e Limp Bizkit, que foi efetivado como membro oficial no início de 2004. A banda continuou na estrada com shows na Oceania, Japão e festivais da Europa. A Fallen Tour foi encerrada em 14 de agosto de 2004 na Alltel Arena em Little Rock, a cidade natal da banda. Ainda em 2004, foi lançado o DVD ao vivo Anywhere but Home no mês de novembro, contendo uma apresentação gravada em Paris na França.

A banda iniciou uma pausa em 2005, retornando aos estúdios em setembro do mesmo ano. Terry passou a contribuir nas composições junto com Amy, porém as gravações progrediram lentamente devido aos projetos paralelos dos outros integrantes da banda. 

Durante o processo de gravação Terry sofreu um AVC devido ao rompimento de uma artéria. em entrevista ao site Artisan News, Terry conta:

Eu sempre tive uma coisa estranha no meu pescoço fazendo isso, mas eu nunca poderia imaginar que me daria um AVC. Os médicos realmente viram o coágulo na artéria do meu pescoço. Ainda tenho paralisia no braço esquerdo e na mão...

Contudo, as gravações foram finalizadas em março de 2006, e o disco conteve a participação de uma orquestra e a produção de Dave Fortman novamente. Pouco depois, em julho, o baixista Will Boyd anunciou sua saída da banda, pois não poderia participar de outra extensa turnê, além de querer mais tempo com sua família; Amy anunciou a saída pacífica:

(...) Sair em turnê é duro – você tem que sacrificar sua vida por ela, então todos nós pudemos entendê-lo. Nós amamos muito o Will e desejamos para ele nada menos do que a felicidade em tudo o que ele fizer.


Ele foi substituído por Tim McCord do The Revolution Smile, e o álbum The Open Door foi finalmente lançado em 25 de setembro de 2006, logo na primeira posição da Billboard 200 e vendendo mais de seis milhões de cópias posteriormente.



O disco gerou o single "Call Me When You're Sober" que tornou-se um enorme sucesso e alcançou a décima posição das paradas americanas, com a banda também gravando videoclipes de alto custo para todas as faixas de trabalho. O single tem como inspiração um relacionamento conturbado com o vocalista de outra banda de rock.

Em maio de 2007, durante turnê europeia, Amy anuncia a saída dos dois membros mais antigos da banda .  O guitarrista John LeCompt foi demitido da banda em 4 de maio de 2007, e o baterista Rocky Gray decidiu deixar o grupo em seguida.


John e Rocky não estavam mais se divertindo, não estavam mais interessados no novo álbum, na nova música ou em qualquer outra coisa...

 John rebateu:
“Para mim chega. Estou muito consternado com tudo isso. Amy Lee ligou e me demitiu hoje. Não há qualquer lealdade nesta banda.”
A gravadora Wind-up Records emitiu uma nota anunciando a substituição dos músicos por Troy McLawhorn e Will Hunt da banda Dark New Day, respectivamente. Após a divulgação das notícias, Amy veio à publico para esclarecer os fatos:


Deixei essa energia negativa crescer dentro de minha banda por um longo tempo por medo da imagem de separação. Tratei John e Rocky com carinho e respeito, e não tive nada em troca a não ser inveja e ressentimento.


O Retorno e o Álbum Auto-intitulado  


Depois de um longo hiato, a banda retornou aos estúdios em fevereiro de 2010 para a gravação de um novo álbum, que seria produzido por Steve Lillywhite e contaria com a composição de Will "Science" Hunt em algumas canções. Porém a banda voltou atrás e Lee disse que Steve não era a pessoa certa, sendo anunciada a sua substituição pelo produtor Nick Raskulinecz:


Algumas das músicas que começamos a gravar em 2010 eram apenas o sabor novo que precisávamos e outras simplesmente não tinham razão à banda.

O single "What You Want" foi lançado para promover o disco e alcançou boas posições em paradas inglesas, americanas e brasileiras, e o álbum auto-intitulado Evanescence foi finalmente liberado em 7 de outubro de 2011.  A banda embarcou em mais uma turnê mundial, que teve início em 17 de agosto de 2011 na cidade de Nashville, passando pelo Brasil além do convite para se apresentar no Prêmio Nobel da Paz, realizado em 11 de dezembro de 2011 em OsloNoruega, transmitido para mais de 130 países.



Em outubro de 2013, a gravadora Wind-up vendeu uma parte de seu catálogo de artistas para a Bicycle Music Company, incluindo a banda, que será gerenciada pela companhia Concord Music Group no futuro. E Amy Lee entrou com um processo contra a antiga gravadora por sabotagem e danos materiais:

Um bando de idiotas", que sabotaram o grupo com "ideias ruins".

Amy ainda divulgou que a gravadora deve um milhão e meio de dólares em direitos autorais, que nunca foram devidamente pagos à banda.
Atualmente, Evanescence está em pausa, os membros se encontram sem seus projetos paralelos, Amy Lee sendo mãe, produtora e compositora de trilha sonoras, lançou recentemente seu primeiro álbum solo.

Após anos em hiato, em 27 de abril de 2015 foi anunciado que a banda irá se apresentar no festival Ozzfest, no Japão, em 21 de novembro. No começo de Agosto, a banda anunciou através do Facebook e site oficial que o guitarrista Terry Balsamo estava deixando o grupo. No seu lugar, a alemã Jen Majura foi confirmada:

Por mais difícil que seja, nós permanecemos unificados sabendo que é a coisa certa para todos nós. Nós SEMPRE vamos te amar, Terry, e te desejamos toda a felicidade, saúde e amor do mundo! (...) Senhoras e senhores, conheçam Jen Majura.

After Midnight 

Assista ao "After Midnight", documentário não autorizado que conta em detalhes a história do início da carreira da banda:

Evanescence - After Midnight (Documentário)
Nesse World Evanescence Day deixamos de lado textos sobre a história da banda e decidimos postar aqui um documentário especial pouco conhecido entre os EvFãs.O After Midnight é um documentário que não foi autorizado pela banda, ele traz toda a história do começo de carreira do Evanescence. Nele existem depoimentos de pessoas bem próximas dos membros da banda, como o pai de Amy e produtores. Há também, detalhes de como eles lhe deram com a fama repentina, como foi a separação entre os co-fundadores e imagens do estúdio em que foi gravado o álbum Origin. O documentário não contém músicas e nem clipes da banda devido aos direitos autorais. Clique em "HQ", para melhor qualidade. Aproveitem! ;)
Posted by Evanescence Fãs BR on Quarta, 4 de março de 2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário

.

.